Você está aqui

Fundo de População da ONU ganha prêmio de direitos humanos com animação sobre gravidez na adolescência

 

O curta traz a história de uma menina de 15 anos à espera de um exame de gravidez. Menos Sozinha é uma realização do UNFPA Brasil e campanha Ela Decide

 

“Menos Sozinha” se passa num fluxo de consciência de uma menina negra de 15 anos no momento em que ela espera o resultado de um exame de farmácia de gravidez. Realizada pelo Fundo de População das Nações Unidas no Brasil (UNFPA), no âmbito da campanha Ela Decide, a história aborda sobre a primeira relação afetivo-sexual, dúvidas e impasses com o próprio corpo e desejos, bem como as angústias da confirmação de uma possível gravidez. Com um tom poético, mostra também a relação com outras mulheres da família que, pouco a pouco, a ensinam e a apoiam. 

Produzida pelo Estúdio Usinanimada, a animação foi contemplada no Festival Internacional de Curtas-metragens sobre Direitos Humanos junto com outros nove curtas-metragens de vários países, incluindo Reino Unido, Irã, França, Estados Unidos e Espanha. O Human Rights Film Festival Brazil é dedicado a filmes que abordam sobre o tema.

A equipe de produção foi composta pelo diretor Rogério Shareid, com roteiro de Fernanda Rocha, narração de Luciana Fontes, coordenação de produção de Livia Quintanilha, storyboard e animatic de Helena Enne, ilustrações de Cinthia Saty, trilha sonora de Tokio Beat e revisão e coordenação de conteúdo do UNFPA Brasil.

Confira a animação Menos Sozinha abaixo:

Sobre o Festival
Estando neste ano em sua 3ª edição, o festival é dedicado a curtas-metragens sobre direitos humanos e também filmes que colaborem na luta pelos direitos das minorias. O filme vencedor recebe um selo (laurel) se tornando um Filme Defensor dos Direitos Humanos, além de troféu. Entre os 10 selecionados, existem nomeações vindas de países como Irã, Mianmar, Turquia, Brasil, Afeganistão, França e Espanha.

Ela Decide
O curta também recebe o apoio da campanha Ela Decide, que tem por objetivo informar mulheres jovens sobre saúde sexual, reprodutiva e direitos. A campanha conta com influenciadoras digitais como Gabi Oliveira (DePretas) e Julia Tolezano (a Jout Jout), e as atrizes Juliana Alves e Bella Piero. A campanha mobiliza em todo o país ações de apoio e empoderamento das mulheres e adolescentes para tomar decisões autônomas sobre sua sexualidade e vida reprodutiva – sobre as questões que envolvem saúde e corpo, sobre engravidar ou não, quando e quantos filhos ter e, ainda, as diferentes vivências da maternidade.