Você está aqui

A pandemia de Covid-19 pode ter consequências duradouras na população

Para algumas pessoas, a pandemia levou ao adiamento da maternidade. Para outras, as interrupções nos cuidados de saúde resultaram em gravidezes não intencionais.

Embora ainda não tenhamos uma visão completa do impacto da Covid-19 na taxa de fecundidade, essas tendências provocaram preocupações alarmistas sobre um possível baby boom ou uma possível diminuição dos nascimentos.

Mas o que realmente deveria ser motivo de alarme são os casos em que as mulheres não podem exercer seus direitos e escolhas sexuais e reprodutivas - seja pela interrupção dos serviços de saúde ou porque a discriminação de gênero as impedem de tomar decisões relacionadas ao acesso aos cuidados de saúde, ao uso de anticoncepcionais ou às relações sexuais com seus parceiros.

O que realmente leva a sociedades saudáveis ​​e produtivas é quando as mulheres podem fazer escolhas informadas sobre sua saúde sexual e reprodutiva e quando têm acesso a serviços que apoiem suas escolhas. Uma mulher que tem controle sobre seu corpo ganha não só em termos de autonomia, mas também em avanços relacionados à saúde, educação, renda e segurança. Ela tem mais chances de prosperar, bem como toda a sua família.

A Covid-19 revelou desigualdades e fraquezas nos sistemas de saúde dentro dos países e entre eles. A crise fez com que muitos sistemas de saúde sobrecarregados reduzissem os serviços de saúde sexual e reprodutiva, o que por muitas vezes não são considerados essenciais. Embora esses serviços sejam um direito humano, foram colocados de lado em favor de preocupações mais “urgentes”. Em meio a pressões econômicas e cortes no orçamento, existe um risco real de que alguns países não consigam restaurar esses serviços.

No Dia Mundial da População, vamos agir para eliminar essas lacunas, pois os serviços de saúde sexual e reprodutiva também são essenciais. Mesmo que os sistemas de saúde estejam compreensivelmente tensos, esses serviços não podem esperar. Quaisquer outros atrasos reduzirão a saúde e o bem-estar de mulheres e meninas, com consequências que podem durar por toda a vida.

Vamos trabalhar juntos para defender o direito de decidir quando ter uma família e se deseja ter uma família. Vamos lutar pelos direitos e escolhas de todas as mulheres e meninas.

 

Este texto é uma tradução. Confira o original em: https://www.unfpa.org/press/covid-19-pandemic-may-have-lasting-consequen...