News

ONU e sociedade civil lançam plataforma de dados sobre venezuelanos no Brasil

11 De setembro de 2019
A página R4V apresenta trabalho coordenado entre agências da ONU e organizações da sociedade civil na resposta humanitária brasileira à situação da Venezuela (Foto: ACNUR/Victor Moriyama)

A Plataforma R4V (Resposta a Venezuelanos) apresenta página que traz a público os dados mais recentes sobre o fluxo de venezuelanos e venezuelanas no país, como o número de pessoas refugiadas e migrantes, solicitações de refúgio e pessoas venezuelanas com visto de residência.

Também é possível acessar documentos, relatórios de monitoramento, fichas informativas e notas de orientação sobre o contexto brasileiro, além de ter acesso às notícias mais recentes da ONU Brasil sobre o assunto. Os dados utilizados são validados e fornecidos pelo Governo Federal e por ONGs parceiras.

A página brasileira faz parte da Plataforma Regional de Coordenação Interagencial R4V, a resposta da ONU para o fluxo migratório venezuelano. O site regional da plataforma disponibiliza dados de todos os países afetados pelo fluxo de mais de 4 milhões de venezuelanos e venezuelanas que deixaram seu país até junho de 2019.

A Plataforma R4V tem como objetivo fortalecer a Operação Acolhida, a resposta humanitária integrada pelo Governo Federal, ONU e sociedade civil. Ela apresenta o trabalho coordenado entre agências das Nações Unidas e organizações da sociedade civil em apoio à força-tarefa nacional.

Alianças pela resposta humanitária

No Brasil, mais de 20 membros compõem a Plataforma R4V, entre eles agências das Nações Unidas e organizações locais, nacionais e internacionais da sociedade civil. Para responder a situação da Venezuela, a ONU Brasil prevê um investimento de 146 milhões de dólares. Deste total, 53% foram arrecadados por meio de doações de países como Estados Unidos, Japão, Brasil e da União Europeia.