Notícia

Fundo de População da ONU em 2020: assistência humanitária apoiou resposta à Covid-19 em Roraima e Amazonas

22 Março 2021
Distribuição de Kits Dignidade na Rodoviária de Boa Vista (Foto: UNFPA)

Cerca de 4 mil  profissionais de saúde receberam Equipamentos de Proteção Individual

O surto de pandemia de Covid-19 agravou os desafios no já bastante complexo contexto humanitário na fronteira Brasil-Venezuela. Assim como em outras partes do mundo, as mulheres foram as que mais sentiram os efeitos do aumento da desigualdade, da violência de gênero e vulnerabilidades econômicas - conforme afirmou em artigo recente o secretário-geral da ONU, Antônio Guterres. Para garantir a realização das ações de promoção da saúde sexual e planejamento da vida reprodutiva, assim como as atividades de prevenção e enfrentamento à violência de gênero, ainda mais necessárias neste cenário de pandemia, o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) adotou medidas sanitárias como o uso de máscaras e escudos faciais, reduziu o número de pessoas em atividades coletivas e reorganizou agendas para evitar a lotação, mantendo o fluxo de beneficiários sob controle. Também foram contratados profissionais de saúde para apoiar a área de Proteção e Cuidado da Operação Acolhida, voltada para tratamento de Covid-19.

O UNFPA usou estratégias de comunicação comunitária para fornecer informações abrangentes sobre como prevenir e responder à pandemia Covid-19 de forma contextualizada e acessível para a população refugiada e migrante. Foram também realizados webinários e treinamento remoto da rede de proteção intersetorial - que articula órgãos e profissionais de diferentes áreas, como saúde, justiça e assistência social.

Evitando as aglomerações em espaços fechados para palestras, foi adotado o uso de recursos audiovisuais para garantir acesso à informações e mensagens-chave, que salvam vidas, em diferentes espaços de circulação das mulheres e meninas migrantes. 

Doações

A doação de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), equipamentos laboratoriais para a realização de exames e ambulância foi mais uma das estratégias de ação do UNFPA em Roraima e Manaus, capital do Amazonas, buscando fortalecer as capacidades locais e o enfrentamento à Covid-19. 

Apenas em EPIs, foram doados mais de 150 mil ítens, entre luvas, aventais, máscaras, óculos e escudos faciais. As doações beneficiaram ao menos 40 unidades de saúde e mais de 4 mil profissionais que atuam diretamente com a população.

Dentro da estratégia de combate à pandemia de Covid-19, associada ao enfrentamento da violência de gênero, o Fundo de População das Nações Unidas realizou a doação de aproximadamente 4 mil kits dignidade, contendo ítens de higiene como máscaras, sabonete, álcool em gel, entre outros. A distribuição foi realizada com atividades de sensibilização sobre violência baseada em gênero e sobre medidas sanitárias para prevenir a infecção pelo coronavírus. Em parceria com o SESC, foram entregues 700 kits dignidade e mil cestas básicas. Em outra ação com apoio do SESC e da União Européia, foram doados 240 "kits limpeza", contendo itens como baldes e água sanitária, para uso compartilhado em ocupações e projetos da sociedade civil de Roraima.

Em Manaus, o UNFPA doou equipamentos e materiais para um projeto de ressocialização por meio de oficina de costura, da Secretaria de Administração Penitenciária do Amazonas (Seap). Com a parceria, foram produzidas 10 mil máscaras, utilizadas pelo próprio programa de assistência humanitária do UNFPA na região e também pelos funcionários e demais pessoas em custódia do sistema.

 

Informações para imprensa:

Pedro Sibahi | +55 95 98404-6100 | sibahi@unfpa.org | imprensa.brasil@unfpa.org