Você está aqui

Associação das Parteiras Tradicionais do Amazonas recebe kits de apoio ao parto do UNFPA

 

Doação realizada na Fiocruz Amazônia inclui kits de parto limpo, material para esterilização de material hospitalar e equipamentos de proteção individual

Por Pedro Sibahi

 

O Fundo de População das Nações Unidas realizou nesta segunda-feira (19) a doação de kits de apoio ao parto para a Associação das Parteiras Tradicionais do Amazonas (APTAM). Os kits contém bolsas, luvas, lanternas, aventais reutilizáveis e ponchos impermeáveis. A doação também incluiu um kit de esterilização de materiais que funciona sem energia elétrica, 750 aventais descartáveis e 440 exemplares da cartilha "Planejamento reprodutivo, gravidez e lactação", do próprio UNFPA. O encontro foi realizado no Instituto Leônidas & Maria Deane da Fiocruz Amazônia, que apoia a APTAM.

Com cerca de 1.400 parteiras associadas, a Associação de Parteiras Tradicionais do Amazonas foi criada em 2018, com o objetivo de fortalecer a luta pela valorização das práticas tradicionais e populares da categoria. Desde a sua fundação, recebeu apoio de entidades como a Fiocruz Amazônia, o Instituto Mamirauá e da unidade de pesquisa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Segundo Débora Rodrigues, chefe de escritório do UNFPA em Manaus, “esses kits do UNFPA contêm itens que visam garantir um parto seguro para as mulheres. Um dos objetivos do Fundo de População da ONU é zerar esses índices de mortes maternas evitáveis no mundo e principalmente no Brasil.

Débora destaca que a região Norte é muito marcada por indicadores elevados de morbidade e mortalidade materna. “Grande parte desses falecimentos poderiam ser evitados e o UNFPA visa contribuir através das suas ações, e o kit é uma delas, para zerar esses indicadores no Amazonas. Esse é o nosso compromisso de apoio, tanto com o estado, quanto com o município e associação das parteiras. Essas práticas tradicionais existem há séculos e elas precisam ser valorizadas. As parteiras trabalham diretamente com as populações ribeirinhas, indígenas e com a promoção da saúde dessas mulheres, então, apoiá-las nesse trabalho tão importante, é essencial”, completou.


Doação realizada pelo UNFPA para a Associação de Parteiras Tradicionais do Estado do Amazonas, na sede da Fiocruz

Maria das Dores Firmino Araújo, secretária da APTAM, destacou a importância das parteiras na pandemia, porque muitas mulheres ficaram com medo de ir ao hospital ou UBS. “Essa doação é muito importante para as nossas parteiras tradicionais porque elas estão nas comunidades, especialmente por conta da pandemia, que dificultou o acesso a materiais. A gente vê a dificuldade nos municípios, hospitais, então imagina para chegar nas parteiras tradicionais. Essa ação é importante porque também dá visibilidade e valoriza essas mulheres, elas vão ficar muito felizes quando receberem esse material”, afirmou.

Segundo o pesquisador Júlio César Schweickardt, chefe do Laboratório de História, Políticas Públicas e Saúde na Amazônia da Fiocruz Amazônia,  a parceria  com o UNFPA é mais uma constituída neste ano e que vem contribuir para o trabalho das parteiras.

“Esse material é muito importante, ele já é distribuído em outros países e pela primeira vez estamos conseguindo vincular ao ofício das parteiras. Essa doação a elas vai ser feita através da Associação, o que torna ainda mais legítima a ação, porque essas parteiras atuam nas comunidades rurais e ribeirinhas, então, vai ser um material muito útil, pois elas precisam de apoio, e vai fortalecer o trabalho delas”, conclui o pesquisador.