News

UNFPA desenvolve ações de formação como resposta à violência de gênero em Roraima

6 Agosto 2019
Especialista em violência de gênerod o UNFPA, Patrícia Melo, em uma das formações feita em parceria com outras agências da ONU

No contexto de assistência humanitária em Roraima, decorrente do fluxo migratório de pessoas venezuelanas, os dois principais eixos que guiam o trabalho do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) são a promoção da saúde sexual e reprodutiva e a prevenção e resposta à violência de gênero. No caso desta última, o papel do UNFPA é fundamental e se apoia, principalmente, na disseminação de informações corretas, no referenciamento de casos de violência para a rede de proteção e na formação adequada das pessoas que trabalham com os recém-chegados ao país.

De acordo com a especialista em Violência Baseada em Gênero do Fundo de População, Patrícia Melo, a capacitação de todos os atores envolvidos na força-tarefa humanitária abrange desde aqueles que trabalham na rede local de proteção, no sistema público de saúde, aos da área de Justiça, Segurança e Assistência Social. O UNFPA também procura fazer oficinas de formação com parceiros de implementação, equipes de outras agências da ONU presentes em Roraima e atuantes dentro dos abrigos da Operação Acolhida. Nas capacitações, eles aprendem a reconhecer e a agir diante de casos de violência. 

“É importante capacitar para discutir gênero em qualquer contexto. No contexto de emergência, precisamos formar as pessoas da rede, atores humanitários e parceiros porque sabemos que a violência de gênero se intensifica no contexto de deslocamento forçado. As pessoas, principalmente mulheres, meninas, população LGBTI e pessoas com deficiência ficam ainda mais vulneráveis. E tem que ser uma formação de forma permanente”, explica.

Também tem sido papel do UNFPA desenvolver mecanismos e ferramentas para prevenir casos de violência de gênero dentro dos abrigos e, uma vez em que eles sejam reportados, formas de notificar e dar seguimento à proteção. Um guia de manejo de casos está sendo produzido pelo Fundo de População para ser entregue em breve aos parceiros.