News

Representante do UNFPA participa de audiência virtual com governador de RR para formalizar doação de insumos médicos hospitalares

19 Agosto 2020
Representante do UNFPA, Astrid Bant, participou por videochamada (Divulgação/UNFPA)

Na manhã desta quarta-feira (19), o escritório local do Fundo de População da ONU (UNFPA) esteve em audiência com o governador do Estado de Roraima, Antônio Denarium, com a presença do Secretário de Estado da Saúde, Marcelo Lopes. Na ocasião, foi formalizado um Memorando de Entendimento com a Secretaria de Estado da Saúde (SESAU), garantindo a doação de insumos médicos e hospitalares e reforçando a atuação do UNFPA na ampliação do acesso a informações sobre saúde reprodutiva e direitos, incluindo reforço na disponibilização de métodos contraceptivos no Estado.

A representante do UNFPA no Brasil, Astrid Bant, e o oficial de programa, Caio Oliveira, participaram da audiência por videochamada. Participou presencialmente o chefe de escritório em Roraima, Igo Martini. Pelo governo de Roraima, também estiveram no encontro o Secretário Interino de Estado de Justiça e Cidadania (Sejuc), Hércules da Silva Pereira, e a Secretária de Estado do Trabalho e Bem-Estar Social (Setrabes), Tânia Soares.

Na audiência, a representante do UNFPA, Astrid Bant, afirmou que "sempre atuamos apoiando os governos nacionais e locais, organizações humanitárias e comunidades locais a defender a dignidade e o direito de todas as pessoas afetadas. Para reafirmar nosso compromisso com o Estado de Roraima, hoje estamos formalizando um Memorando de Entendimento com a Secretaria de Estado da Saúde".

Bant destacou que o Fundo de População da ONU tem por objetivo contribuir na ampliação do acesso a informações corretas sobre saúde e direitos reprodutivos e apoiar na ampliação do acesso aos métodos contraceptivos seguros, eficazes, acessíveis e aceitáveis. Para as mulheres grávidas, o Fundo irá contribuir para que tenham acesso a serviços que assegurem o pré-natal de qualidade e lhes apoiem na vivência de uma gravidez e de partos seguros e humanizados, com bebês saudáveis.

Ela relembrou que, em parceria com o governo do estado, o Fundo de População já disponibilizou kits dignidade para cerca de 200 mulheres reclusas na Cadeia Feminina de Roraima, além de ter realizado doações, por meio da Setrabes, para adolescentes dos abrigos do Estado, para pessoas idosas da Casa do Vovô e para as mulheres que são acolhidas e atendidas pela Casa da Mulher Brasileira e para a campanha Quarentena Sem Violência.

A representante do UNFPA ainda destacou que o Fundo reforçará o apoio ao Departamento Penitenciário, com uma equipe formada por uma enfermeira e uma técnica de enfermagem, para orientar as mulheres sobre pré-natal, saúde sexual e saúde reprodutiva. A pedido da SESAU, além da Maternidade de Boa Vista, o UNFPA ainda irá apoiar os Hospitais das cidades de Pacaraima e de Rorainópolis.

Na audiência, o governador agradeceu a presença e atuação do UNFPA em Roraima e o apoio do Fundo para a Operação Acolhida e as secretarias de estado. “Nós agradecemos ao UNFPA pelas doações de kits e insumos aos hospitais, abrigos do estado e unidades prisionais. Essas doações são de grande importância para Roraima", disse Denarium na reunião.

Para Igo Martini, “firmamos hoje uma importante parceria com o Governo de Roraima para ações em saúde sexual e reprodutiva. Todas as ações previstas na parceria foram elaboradas a partir de diálogos com as equipes e gestores da SESAU, SETRABES, SEJUC e com o governador Antonio Denarium. Vamos seguir trabalhando e apoiando o governo local para chegarmos a zero necessidades não atendidas de contracepção, zero morte materna evitável e zero violência contra mulheres e meninas”.

                                                                                             

Caio Oliveira destacou que “o intenso fluxo migratório de venezuelanos têm impactado a capacidade governamental em responder adequadamente às crescentes demandas em saúde geradas por essa população, sobretudo no que se refere à saúde reprodutiva de mulheres e adolescentes. O apoio do UNFPA, por meio da Assistência Humanitária, não se restringe unicamente em atender a população venezuelana, mas a população roraimense como um todo. É uma oportunidade onde todos ganham”.

Entre os insumos a serem doados estão materiais para apoio ao pré-natal, anticoncepcionais, equipamentos laboratoriais e também equipamentos de proteção individual (EPIs) para os profissionais de saúde, incluindo mil macacões de segurança, 8 mil máscaras cirúrgicas, 700 protetores faciais reutilizáveis, 700 óculos de proteção, 6.500 luvas não-cirúrgicas e 2.500 luvas cirúrgicas, essenciais para o enfrentamento a pandemia de Covid-19.