News

Oitava Conferência Populacional Africana debate dinâmica de população 25 anos após o Programa do Cairo

18 Novembro 2019

A União para Estudos Populacionais Africanos (UAPS, na sigla em inglês), com apoio do Conselho Nacional de População (NPC) e Ministério de Estado das Finanças, Planejamento e Desenvolvimento Econômico de Uganda, organizam a 8ª Conferência Populacional Africana, que ocorrerá de 18 a 22 de novembro de 2019 em Entebbe, Uganda. Sob o tema “Aproveitando as Dinâmicas Populacionais da África para o Desenvolvimento Sustentável: 25 anos após o Cairo e Além”, a conferência vai trazer formuladores e implementadores de políticas públicas, pesquisadores, sociedade civil, doadores internacionais, dentre outros, para discutir assuntos relevantes para a população africana, como a necessidade de investimentos nacionais, regionais e continentais para enfrentar a rápida urbanização, crescimento populacional, desafios em saúde sexual e reprodutiva, tecnologia, juventude, bônus demográfico e capacitação.

 

Um dos objetivos da conferência é avaliar como a África, 25 anos após a Conferência Internacional sobre População e Desenvolvimento (CIPD), ocorrida no Cairo, pode usar sua dinâmica populacional única para contribuir com o desenvolvimento sustentável, usando evidências rigorosas e estabelecendo caminhos para enfrentar os desafios críticos de desenvolvimento. A Conferência do Cairo mudou a forma como os assuntos de população e desenvolvimento passaram a ser abordados, colocando a perspectiva dos direitos humanos e das liberdades individuais no centro do debate.

 

Paralelamente à conferência, o Programa de Parceria Brasil-UNFPA organiza um evento  nesta segunda-feira,18, às 18h (horário de Uganda), para apresentar a apoiadores e países do continente africano o projeto “Centros de Referência em Censos com Coleta Eletrônica de Dados em África”, desenvolvido pela Agência Brasileira de Cooperação (ABC), Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Agência Nacional de Estatística e Demografia (ANSD) e Instituto Nacional de Estatística de Cabo Verde (INECV)

 

O projeto de cooperação Sul-Sul trilateral - quando dois ou mais países em desenvolvimento e um organismo internacional se apoiam mutuamente - compartilha a experiência brasileira na realização de censos com coleta eletrônica de dados com países africanos, apoiando de forma a desenvolver as capacidades na realização de censos e pesquisas mais confiáveis e eficientes. No evento paralelo em Uganda, os parceiros vão mostrar os benefícios mútuos de se estabelecer a cooperação em prol do desenvolvimento.