Notícia

Fundo de População da ONU reafirma compromisso com Durban em vídeo sobre promoção da equidade em seu próprio ambiente de trabalho

24 Março 2021
Vídeo retrata experiência do Fundo de População das Nações Unidas na promoção da equidade nos espaços de trabalho (Divulgação)

Com o objetivo de reafirmar o compromisso com a promoção da equidade no ano em que se celebra duas décadas da Conferência Mundial das Nações Unidas contra o Racismo, a Discriminação Racial, a Xenofobia e a Intolerâncias Correlatas, realizada em 2001 na cidade de Durban, na África do Sul, o Fundo de População das Nações Unidas no Brasil (UNFPA) conta sua própria experiência em vídeo para engajar mais instituições a respeito da promoção da equidade no ambiente de trabalho. Assista clicando aqui.

Segundo Astrid Bant, representante do Fundo de População das Nações Unidas no Brasil (UNFPA), “enfrentar o racismo, a xenofobia e as intolerâncias correlatas foi e segue sendo uma agenda de inúmeros desafios, de muitos resultados e inovadora. Fazer e compartilhar o que estamos fazendo faz parte de uma estratégia maior para mobilizar toda a sociedade para esse importante debate. Só será possível vencer esse e tantos outros desafios na busca pelo exercício dos direitos humanos com o diálogo aberto e apoio de todas as pessoas”. 

Há anos, o Fundo de População das Nações Unidas desenvolve ações de promoção da equidade. A ação de maior destaque no Brasil é o Programa de Estágio Afirmativo, que desde 2016 promove a inclusão de estudantes de grupos historicamente discriminados ao sistema, como jovens negros e negras, indígenas, LGBTI e de baixa renda. 

Para João Lima, Assistente de Recursos Humanos do UNFPA, que também foi estagiário,  as instituições ganham quando promovem equidade. “Quando você insere perspectivas diferentes que vão além daquele padrão que as organizações estão acostumadas a ter, você só potencializa resultados, as capacidades e possibilidades do espaço. Quando nós estamos tratando de questões de diversidade e inclusão, nós temos que tratar de questões estruturais”. 

Além do estágio, o UNFPA tem trabalhado para ampliar a equidade em diversos postos e cargos. Até o início de 2020, havia apenas uma Oficial negra no escritório - Oficial é o cargo de gerência da instituição. Hoje, são três, e o UNFPA segue trabalhando para promover mais equidade.

Assista

 

English: https://youtu.be/OHn8XKNSIEA

Español: https://youtu.be/ePjRTq1CuBI