Statement

Declaração da Diretora Executiva do UNFPA, Dra. Natalia Kanem, para o Dia Internacional contra a Homofobia, Bifobia e Transfobia

17 Maio 2019

Os direitos humanos são inerentes a todas as pessoas, sem distinção, têm o direito a uma vida livre de violência, perseguição, discriminação e estigma. 

A violência generalizada, discriminação e exclusão enfrentadas pelas pessoas lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros, queer e intersex (LGBTQI) e suas famílias em todo o mundo, constituem graves violações dos direitos humanos e impedem os esforços para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e sua promessa de não deixar ninguém para trás.  

Em várias partes do mundo, as relações consensuais entre pessoas do mesmo sexo permanecem criminalizadas, expondo milhões de indivíduos ao risco de prisão e até de morte. A violência homofóbica e transfóbica ocorre em todos os contextos e cenários. Pessoas trans lutam para obter reconhecimento legal de sua identidade de gênero e enfrentam diariamente a discriminação e o estigma, seja no trabalho, na escola ou na tentativa de garantir serviços básicos de saúde, de moradia e outras necessidades.

O UNFPA, a agência de saúde sexual e reprodutiva das Nações Unidas, está empenhada em atender às necessidades específicas das pessoas LGBTQI. Em todo o mundo, apoiamos a saúde, a educação sexual e iniciativas de defesa que ajudam as comunidades marginalizadas e potencializamos os jovens, incluindo os jovens LGBTQI, que muitas vezes são deixados para trás. No local de trabalho, apoiamos a campanha Livres e Iguais do Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos, incluindo os Padrões de Conduta Para Empresas para Combater a Discriminação contra as Pessoas LGBTI, e trabalhamos para promover um ambiente de respeito para todos e todas.

Junto com nossos parceiros, o UNFPA está pronto para ajudar os governos e pessoas interessadas a enfrentar a discriminação e o estigma enfrentados pela comunidade LGBTQI. 

Hoje, no Dia Internacional Contra a Homofobia, Bifobia e Transfobia, ajudamos a proteger, promover e cumprir os direitos humanos de todas as pessoas LGBTQI em todo o mundo e, ao fazê-lo, garantir direitos e escolhas para todas e todos.