News

“Na Venezuela não estão nos atendendo como nos atendem aqui”, relata indígena migrante Warao ao ‘Fala, UNFPA’

2 Junho 2020

O quarto episódio do “Fala, UNFPA”, o podcast do Fundo de População da ONU, explica como funciona o trabalho de assistência humanitária desenvolvido em Roraima e Amazonas, auxiliando pessoas migrantes e refugiadas. Maria Andreina Miguelez de La Rosa, uma índigena venezuelana da etnia Warao que está gestante e é acompanhada pelo UNFPA em Manaus, é uma das convidadas de destaque desta edição.

Ela conta por que precisou deixar a Venezuela e tudo que tinha para trás, mesmo tendo, ela e o marido, diplomas de bacharéis em ciências. “Na Venezuela não estão nos atendendo como nos atendem aqui, aqui fazemos exames de graça”, relata, em determinado trecho. No podcast, é possível conferir ainda como ela está se prevenindo contra a COVID-19, mesmo com todas as condições desfavoráveis enfrentadas.

Também faz uma participação especial nesta edição a Coordenadora de Violência Baseada em Gênero em Emergência do UNFPA Moçambique, Ana Catarina Araújo, que traz um pouco de como o trabalho de assistência humanitária é realizado no país, principalmente nas áreas devastadas pelos ciclones Idai e Kenneth. Uma ótima forma de, também, conhecer a atuação internacional do Fundo de População da ONU.


Ana Catarina Araújo em atividade pelo UNFPA Moçambique
(Natalia da Luz/UNFPA Moçambique)

 

Em relação ao Brasil, o oficial responsável pela área de Assistência Humanitária, Caio Oliveira, é quem conta exatamente quem são as pessoas beneficiadas pelo trabalho e quais são os desafios à frente, principalmente no meio de uma pandemia.

Escute no seu distribuidor de podcast preferido:

 

Spotify

Apple

Deezer

Google Podcasts

Breaker

Pocket Casts

RadioPublic

Anchor