Campanha Ela Decide Seu Presente e Seu Futuro

UNFPA Brasil

Toda mulher tem direito a uma vida sexual saudável e feliz, com acesso a informações de qualidade. Sexo é uma escolha, saúde não é assunto para amanhã e ter apoio é fundamental.

O Fundo de População das Nações Unidas no Brasil, em uma iniciativa conjunta com empresas privadas, entidades filantrópicas e sociedade civil, lançou em abril de 2018, a campanha Ela Decide Seu Presente e Seu Futuro. O foco é o empoderamento de jovens e mulheres para que tomem decisões informadas e autônomas sobre sua sexualidade e sua vida reprodutiva, para que consigam encontrar um ambiente favorável e apoie essas escolhas.

Acesse o site da campanha: eladecide.org

Apoiadoras


Bella Piero
Atriz


Gabi Oliveira
Jornalista e Youtuber


Juliana Alves
Atriz


Jout Jout
Youtuber, escritora e jornalista

 

Notícias relacionadas

Atrizes e youtubers aderem à campanha nacional por saúde sexual e reprodutiva

Fundo de População da ONU e parceiros lançam campanha por saúde sexual e reprodutiva no Brasil

Empoderamento e direitos sexuais pautam atividade de Congresso de Ginecologia e Obstetrícia em São Paulo

 

Lançamento da Campanha

Ela Decide

(Fotos: UNFPA Brasil/Carol Mendonça)

 

Acesse

     Facebook    Twitter   Instagram

 

Ela Decide no Canal Saúde da Fiocruz

O Fundo de População das Nações Unidas participou no dia 15 de maio de 2018, do programa de debate no Canal Saúde da Fiocruz sobre a campanha "Ela Decide".

O apresentador do programa Sala de Convidados, Renato Farias conversou com a Oficial de Programa do UNFPA no Brasil na área de juventude, Anna Cunha; com a assistente social e coordenadora da ONG Criola, Lúcia Xavier; e com a médica ginecologista, obstetra e sexóloga, Carolina Ambrogini, sobre como participar da campanha e mostrar o que ela tem a ver com a sociedade que se quer construir .

A campanha “Ela decide seu presente e seu futuro” foi lançada pela Aliança pela saúde e pelos direitos sexuais e reprodutivos no Brasil em parceria com o  Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) para promover o direito à saúde, à igualdade de gênero e os direitos sexuais entre mulheres jovens e adolescentes. O objetivo é promover o empoderamento delas para tomar decisões autônomas sobre sua própria sexualidade em questões como engravidar ou não, quando ter filhos, quantos ter e como vivenciar a maternidade.