Notícia

Fundo de População da ONU realiza doação de mais de 500 mil Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para Secretaria da Saúde do Estado da Bahia

25 Fevereiro 2021
A responsável pelo escritório do UNFPA em Salvador, Michele Dantas (à esq), visitou depósito onde materiais estão armazenados e logo serão entregues aos profissionais de saúde (Midia Santana/UNFPA Brasil)

O Fundo de População da ONU (UNFPA) realizou a entrega de mais 500 mil Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). O investimento de cerca de R$ 1 milhão visa contribuir para a segurança de profissionais da saúde das maternidades da Bahia no enfrentamento à pandemia da Covid-19. 

Entre os itens doados estão luvas e máscaras N95. Ao todo, o UNFPA realizou um investimento para doação de EPI de mais de R$ 2,8 milhões para distribuir mais de 1,106 milhão de  itens nos estados de Amazonas, Roraima, Pará, Bahia e Distrito Federal.

“Os Equipamentos de Proteção Individual serão doados prioritariamente para serviços de atenção primária em saúde. As Unidades de Saúde que realizam pré-natal e as maternidades estão entre os serviços prioritários. O objetivo é fortalecer a ação local e apoiar a manutenção e a oferta desses serviços, essenciais, mesmo durante a pandemia de Covid-19”, disse a representante do Fundo de População da ONU no Brasil, Astrid Bant.

Como parte do enfrentamento à pandemia da Covid-19, o Fundo de População da ONU recomenda a garantia de acesso a serviços de saúde materna e neonatal, como parto seguro, além de serviços de saúde sexual e reprodutiva. E ainda, o UNFPA observa o cuidado com o aumento da violência de gênero, e a escassez de contraceptivos, que podem levar a gravidezes não intencionais, caso não estejam disponíveis.

A utilização de EPI é outra ferramenta de prevenção e mitigação do contágio do novo Coronavírus. O Ministério da Saúde em suas recomendações de proteção aos trabalhadores da saúde reforçou a eficiência no uso de EPI para minimizar os riscos. 

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) o uso de EPI fazem parte das medidas de controle do vírus, assim como o distanciamento social, higienização, testagem e a busca por informações confiáveis.